• arajara03
  • arajara02
  • arajara01a
  • social
  • arajara04

Sim, Sociedade Brasileira de Pediatria recomenda a atividade a partir dos 6 meses, com alguns cuidados. Saiba mais

noticia 26745 

Você, certamente, já ouviu sobre os muitos benefícios que a natação proporciona aosbebês e crianças. Estudos já mostraram que a atividade treina a coordenação motora, estimula o sistema cardiovascular, aumenta a capacidade pulmonar e reforça o sistema imunológico (Isso mesmo! Seu filho não vai ficar mais resfriado se praticar o esporte).

Aqui, no Brasil, a recomendação da Sociedade Brasileira de Pediatria é a de que as crianças comecem a praticar natação a partir dos 6 meses. A partir dessa idade, o conduto auditivo (parte interna do ouvido), que até então era reto, forma uma curvatura, dificultando a entrada da água e reduzindo as chances de infecção. Além disso, o bebê também já estará imunizado contra alguns agentes.


Mas é preciso alguns cuidados. Para o médico Mauro Vaisberg, especialista em medicina esportiva do Hospital Samaritano (SP), se a manutenção e a higiene da piscina e da água são bem cuidadas, os benefícios realmente são maiores que as desvantagens. “Para evitar doenças, observe se a água é limpa todos os dias, se as crianças tomam uma ducha antes de entrar na piscina e se os bebês usam fralda para natação”, alerta o especialista. Se possível, escolha uma piscina sem cloro. Esse produto pode irritar os olhos, maltratar os cabelos e a pele. Além disso, crianças com alergias respiratórias, em geral, não podem frequentar piscinas com cloro.

Qual a piscina ideal para bebês?


As opções de tratamento da água mais comuns ao cloro são à base de sal e ozônio. No caso da salinizada, por exemplo, o processo é simples: a água da piscina é previamente salgada com quatro gramas de sal comum por litro. Depois, ela passa por um processo de eletrólise, produzindo hipoclorito de sódio -- um cloro ativo natural que desinfeta e destrói bactérias, algas e micro-organismos sem provocar efeitos colaterais. Já a ozonizada se baseia num sistema elétrico que purifica a água transformando o oxigênio do ar em ozônio, que, por sua vez, age oxidando as impurezas. O ozônio é quase 3.000 vezes mais potente que o cloro. Por isso, com dosagens muito mais baixas você consegue o mesmo resultado.

Se o seu bebê frequentar piscina com cloro, um alerta. Certifique-se de que a escola ou academia utiliza o mínimo possível do produto na água e não deixe seu filho ficar mais de 30 minutos. Outro cuidado é em relação à temperatura do local da piscina e do corredor até o vestiário. Veja se não há corrente de vento e procure sempre levar um roupão para evitar um choque térmico, principalmente nos dias mais frios.

Com todos esses cuidados, esse momento será muito especial para você e para ele e um incentivo, desde cedo, para que adote o exercício físico como hábito. Ah! Não deixe de pedir para alguém fotografar vocês juntos. Vale esse registro no álbum de recordações.

 

Fonte: http://revistacrescer.globo.com/Bebes/Saude/noticia/2014/02/bebes-podem-fazer-natacao.html

Clique aqui para acessar

banner socialempresarial

FanPage do Arajara

facebook arajara

Promoções

tag promo home

 

coleta seletiva lixoO Instituto Arajara em parceria com o Instituto Federal de Educaçao, Ciências e Tecnologias (IFCE), Instituto Chico Mendes de Biodiversidade (ICMBio), Prefeitura Municipal de Barbalha, Secretarias de Educação e Meio Ambiente de Barbalha, estão desenvolvendo o seguinte projeto ‘COM O ARAJARA EM AÇÃO NÃO SE ENCONTRA LIXO NO CHÃO’.
Professores do Instituto Federal, trazem seus alunos e vão as escolas publicas do entorno do Arajara Park que juntamente com seus professores e alunos, promovem aulas de educação ambiental, enfatizando os cuidados com o lixo. Os alunos de baixa renda recolhem o lixo do entorno, trazem para o Instituto Arajara, sob a supervisão do IFCE e trocam o lixo por entrada ao Parque Aquático, tornando-se assim um projeto sócio-ambiental de extrema relevância.

rppn No Arajara Park está a única RPPN (Reserva Particular do Patrimônio Natural), do Sul do Ceará, reconhecida pelo Ministério do Meio Ambiente. Está sendo elaborado um plano de manejo que contempla nesta área especifica, educação ambiental, ecoturismo e pesquisa cientifica.

Clique na imagem para ampliar

gruta do_fariasLocalizada no Município de Barbalha, no sopé da chapada do Araripe, próximo ao disrito de Arajara, é uma gruta arenítica, da idade do cretáceo inferior, com cerca de 100 milhões de anos, onde existem registro de vida pré-histórica  e 150m de extensão. No seu teto encontram-se conjuntos de espeleotemas de grande beleza cênica, sendo a única gruta arenítica do ceará com água e a maior do nordeste, donde jorram, segundo o DNPM – Departamento Nacional de Produção Mineral, cerca de 200 mil litros de água por hora.

soldadinho do araripe


Descoberto nos arredores da Gruta do Farias – Arajara Park, na cidade de Barbalha - Ceará em Dezembro de 1996 por Galileu Coelho e Weber Silva. Esse passaro é símbolo de conservação da Chapada do Araripe – Decreto municipal Nº 24/2009. Única espécie existente no planeta que só habita no sopé da Chapada do Araripe.

Está ameaçado de extinção, com cerca de 800 exemplares. Tem a Gruta do Farias e suas levadas como habitat preferido.

Para contribuir com a preservação do soldadinho foram cultivadas plantas que dão frutos e alimentos, na diversidade que a espécie requer, para sua conservação e procriação.

Sobre esse belo pássaro, foram feitos e publicados vários estudos científicos.